A cozinha, quarto e sala geralmente são os locais mais arriscados e propensos para dar início ao fogo. Por isso, separamos alguns cuidados importantes que devem ser tomados: 

Cozinha 

A combinação de gás e fogo pode ser muito perigosa se algumas precauções não forem tomadas. Por exemplo, o óleo quente pode pegar fogo se aquecido por muito tempo. Além disso, não coloque cortinas na área ou deixe trapos perto do fogão. 

Compre o gás apenas de fornecedores conhecidos e que sejam realmente seguros. Eles devem ser mantidos fora de casa e fora da luz solar direta para evitar que vazamentos causem incêndios. Além disso, tente fechar a válvula de gás quando não estiver em uso. Se sentir cheiro de gás, não acenda as luzes ou pode ocorrer uma explosão. Feche imediatamente a válvula e abra as portas e janelas para liberar o gás. 

Se você possui forno ou fogão a lenha, apague sempre o fogo antes de ir dormir ou sair de casa. Materiais de metal ou alumínio nunca devem ser usados no micro-ondas e tente ficar na cozinha enquanto o forno ou fogão estiver em uso. 

Quarto e/ou sala 

Aquecedores elétricos devem ser mantidos em locais seguros e isolados. Nunca os deixe perto da cama nem os use para o fim errado, como secar roupas. Desligue-os quando for dormir. 

As velas e incensos também devem ser usados com cautela: é melhor acendê-los em uma tigela grande com água para evitar qualquer risco de incêndio. Nunca os deixe perto de cortinas ou use caixas de fósforos ou materiais inflamáveis como suporte.  

Ferros de engomar, secadores de cabelo e itens semelhantes devem ser desligados quando não estiverem em uso. Nem deve guardá-los enquanto ainda estão quentes. 

Outros cuidados em casa 

Instalações elétricas  

Uma das principais causas de incêndios domésticos é a sobrecarga do circuito, principalmente devido ao uso de “T’s” para conectar vários dispositivos na mesma tomada. Esses dispositivos consomem muita energia ao mesmo tempo, em um local que não pode transportar a carga, com risco de incêndio por curto-circuito. 

Os fios desencapados são um perigo iminente: substitua-os. Além disso, é importante verificar a rede elétrica da sua casa a cada dez anos para garantir que esteja funcionando corretamente. Se o incêndio for iniciado devido algum problema elétrico, não use água para combatê-lo, isso pode causar choque elétrico. Neste caso, utilize extintores de pó ou dióxido de carbono. 

Fósforos, isqueiros e cigarros  

Fósforos e isqueiros devem ser mantidos longe do alcance das crianças. Cigarros mal apagados quando são jogados em gramados podem rapidamente causar grandes incêndios em residências. Para evitar riscos, apague as brasas do cigarro apenas em cinzeiros. Fumar perto de cortinas ou da cama pode ser muito perigoso. 

Dispositivos eletrônicos auxiliam na detecção e sinalização de fumaça e incêndio  

Esses dispositivos são muito acessíveis se você pensar além da proteção de propriedade, pois identificar rapidamente uma fonte de incêndio pode salvar vidas. 

Um dos mais fáceis de instalar e usar é o alarme de fumaça autônomo. Como o nome sugere, o aparelho detecta a presença de fumaça em um determinado ambiente e emite um sinal sonoro de alta intensidade. 

Além desse detector, existem outros dispositivos que ajudam a detectar e alertar os princípios de fumaça e incêndio. São eles:  

– Painéis de alarme de incêndio – os painéis recebem sinais de dispositivos como acionadores e detectores que sinalizam qualquer incidente; 

– Alarmes de fumaça – disparam em caso de detecção de fumaça no ambiente em que está instalado; 

– Detectores de temperatura – sua função principal é acionar por temperatura fixa; 

– Acionador manual – quando acionado, envia a localização exata do evento para o centro de controle; 

– Display audiovisual – ativado pelo painel de controle depois que um evento foi relatado e emite sinais sonoro e luminoso. 

Também é importante lembrar de ter pelo menos um extintor de incêndio em casa, em bom estado e válido. Eles podem ser utilizados para conter um pequeno foco de fogo, porém caso a situação piore, deve-se ligar prontamente para o corpo de bombeiros (193) e sair do local o mais rápido possível.